Jolene (2008) watch online
Sinners and Saints (2010) online
Into the Abyss (2011) online
1ª Edição

1ª Edição

ANO 2010, 1ª EDIÇÃO, Vol. 1, Nª 1, Ano 1

Hugo Filgueiras de Araújo

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

Professor Assistente da Universidade Federal do Ceará - UFC, Mestre em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Atualmente cursa Doutorado no Programa Integrado UFPB, UFPE e UFRN. 

RESUMO

O presente artigo é uma reflexão sobre a relação que Aristóteles estabelece sobre o corpo e alma humanas no seu texto De anima. Partimos do pressuposto de que o filósofo entende a alma como o princípio animador do corpo, desse modo, apresentando essas duas entidades não como uma dualidade, mas como uma unidade. Por fim segue-se a relação que Aristóteles estabelece com as categorias filosóficas por ele defendidas em seu pensamento, a saber: matéria-potência-corpo e forma-ato-alma.

Palavras-chave: Alma. Corpo. Matéria. Forma. Ato. Potência.

 

Antunes Ferreira da Silva

 

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

  

Mestrando em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Professor da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras - FAFIC; Coordenador do Núcleo de Extensão e Pesquisa Acadêmica – NEPA da FAFIC.

 

RESUMO

 

O presente artigo constitui-se de uma pesquisa teórico-bibliográfica a cerca da natureza do sofrimento na vida do homem e as formas de libertação deste segundo o pensamento do filósofo voluntarista Arthur Schopenhauer. No intuito de demonstrar o caráter irracional do sofrimento e de provocar uma releitura sobre o tema segundo o filósofo já mencionado elucidando a possibilidade da felicidade, este trabalho apóia-se sobre os escritos do próprio autor e de alguns comentaristas, portanto o trabalho foi efetivado como um diálogo com o filósofo sobre sua teoria, uma análise bibliográfica do mesmo. O mundo é dividido em duas realidades: a numênica, a coisa em si, uma força cega, denominada Vontade; e a fenomênica, as representações subjetivas realizadas pelo sujeito cognoscente. A realidade numênica, a Vontade, provoca nos humanos um ciclo de desejos jamais saciados. O homem é, pois, impedido de ser feliz. Entretanto, um estado de beatitude pode ser alcançado desde que subjuguemos a Vontade ao conhecimento por meio da contemplação estética, que abstrai o homem momentaneamente do sofrimento; da compaixão, que faz desaparecer as formas individuais fazendo o homem compreender o outro como a si; e, finalmente, da ascese, que mortifica definitivamente a Vontade suprimindo os desejos materiais e corporais. Portanto, há uma vida beata que é alcançada pelos caminhos estético, ético e ascético, fato que este artigo quer fundamentar: há uma maneira de viver melhor.

 

Palavras-chave: Mundo. Vontade. Representação. Influência. Metafísica.

Marcio de Lima Pacheco

 E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Mestrado em Filosofia pela UFRN, Licenciado em Filosofia (UERN), Pedagogia (FASE) e em Ciências Biológicas e Bacharel em Teologia (FPA e pelo Instituto Nossa Senhora da Assunção); Professor da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Cajazeiras- FAFIC e da Faculdade do Seridó - FAS; Professor do Ensino Médio no Estado do Rio Grande do Norte.

 

RESUMO

A obra de Paul Ricœur  tem como ponto de  partida a  reflexão ética: o homem  falível, da culpa e do mal. Pretendemos nesse artigo abordar o que Ricœur chama de  visão ética do mal. Para isso, é necessário analisar dois autores que  habitualmente não se associam, Santo Agostinho e Kant. O primeiro ao lutar contra a concepção maniqueísta do mal e o segundo, ao pensar o mal como uma heteronomia da vontade, um mal radical, isto é, o formalismo em moral. Para Ricœur, a clarificação do que seja o mal por esses dois filósofos se traduz por uma perda de profundidade, pois o preço da clareza é a perda da profundidade, da profundidade que corresponde à tenebrosa experiência do mal que aflora nos mitos e nos símbolos primários. Ricœur então encontra o que não é admitido na visão ética do mal: a tenebrosa experiência que aflora de modo diverso na simbólica do mal, e que constitui o “trágico” da reflexão.  Por conseguinte, o que na teodicéia era apenas um falso saber como conceito é tornado setor da esperança. A necessidade do mal é, pois, então, o mais alto símbolo racional que a inteligência da esperança forma.

 

Palavras-Chave: Paul Ricœur. Símbolo. Pecado. Mal. Ética.

Regio Hermilton Ribeiro Quirino

 

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Mestre em Filosofia pela UFC e professor do Curso de Licenciatura em Filosodia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras – FAFIC.

 

 “O diálogo que está em curso se subtrai a qualquer fixação. Mau hermeneuta é aquele que acredita que se pode ou deve ficar com a última palavra”.

Hans-Georg Gadamer

 

RESUMO

 

Usando como referência o pensamento de Hans-Georg Gadamer, este artigo se propõe apresentar resumidamente o conceito de jogo, arte e linguagem para hermenêutica filosófica. O que é jogo? O jogo pode ter um sentido filosófico? O que o jogo tem? Qual a relação entre jogo e arte? Que movimento há na arte, arte e na linguagem, segundo Gadamer? Estas são questões que serão tratadas diretamente aqui, não no sentido de se encontrar qual o jogo ou qual o método de jogar, pois o que se apresenta é a ontologia do jogo, da arte e a linguagem como instância ontológica. Aliás, sobre o método e jogo já se coloca uma questão inicial na hermenêutica filosófica. No próprio título do livro de Gadamer, editado pela editora Vozes, aqui no Brasil, Verdade e Método - traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica,  já se utiliza o termo método, construindo então um título bastante instigante pela associação de duas idéias caras a filosofia: verdade e método.

 

Palavras-chave: Jogo. Hermenêutica filosófica. Linguagem.

Camila Cavalcante Rolim

Joelma Guedes Rolim

Kassia Letíssia de Lima Estrela

Mariana Mendes Luiz

Marlene Albuquerque

 

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 Graduandas do Curso de Bacharelado em Serviço Social da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Cajazeiras – FAFIC.

 

 

RESUMO

 

O presente artigo refere-se à ocorrência da gravidez na adolescência na qual deixou de ser apenas um fato isolado, e tornou-se um problema social bastante vigente, tendo em vista a sua ocorrência cada vez mais freqüente e precoce entre as adolescentes das diferentes classes sociais, sendo visível sua maior freqüência nas pertencentes à classe baixa. Tem como objetivo, portanto, estudar a ocorrência do alto indice de gravidez na adolescência no bairro Vila Nova dois da Cidade de Cajazeiras - PB, para que esse objetivo fosse alcançado foi feita uma pesquisa com 10 adolescentes gravidas pertencentes ao PSF local tendo como abordagem um estudo de campo exploratório com abordagem quanti - qualitativa realizada com as adolescentes grávidas. A pesquisa revela um alto indice de adolescentes gravidas no referido local, revelando portanto a necessidade de investimentos em projetos que venha beneficiar uma possivel intervenção neste problema de saúde pública que tem grande incidência na cidade de Cajazeiras- PB, destacando-se porém o bairro Vila Nova dois.É possível ser alcançado através deste estudo uma maior reconhecimento das vivências destas adolescentes, na qual ficou evidente que o apoio familiar é fundamental; Sendo assim, conclui-se que a ocorrência da gravidez entre as adolescentes é relativa à ausência de educação sexual tanto por parte do ciclo familiar, como pelos órgãos competentes.

 

Palavras-chave: Gravidez. Adolescência. Educação sexual.

 

 

Pagina 1 de 2