Jolene (2008) watch online
Sinners and Saints (2010) online
Into the Abyss (2011) online
3ª Edição

3ª Edição (45)

ANO 2012/2013, 3ª EDIÇÃO, Vol. 3, Nª 3, Ano 3

Simone Alves de Sousa¹

Resumo

O presente artigo tem como objetivo tratar o contexto histórico que fundamenta o aparecimento da “Questão Social”, tida como uma expressão politizada das desigualdades sociais, advindas das contradições do conflito capital x trabalho, geradas pelo aguçamento do capitalismo em sua fase monopólica. A partir desse pressuposto, atribui-se o surgimento do Serviço Social, a princípio desenvolvido para atender as necessidades das classes dominantes, com uma perspectiva de prática baseada na Doutrina Social da Igreja, no intuito de conter a classe trabalhadora perante suas reivindicações, no qual se constituía numa inquietação da burguesia, devido à ameaça causada através dessas lutas ao processo de produção de riquezas. Toda via destacar-se-ia ainda dentro de todas essas considerações, as intervenções do Estado, da burguesia e da Igreja perante a “questão social” e o surgimento do Serviço Social.

Palavras-Chave: Conflito capital x trabalho. Questão Social. Serviço Social

LOBO, Juliana Desiderio²

RESUMO

Este trabalho visa contribuir para a reflexão acerca da inserção do Assistente Social no Terceiro Setor, em especial na Associação Refazer, bem como realizar um estudo acerca da ONG na década de 1990.

Palavras chaves: Serviço Social, organização – não – governamental, Política Social

Élida Maria Oliveira do Nascimento¹

RESUMO

Este estudo discute a intersetorialidade enquanto processo de gestão dos programas de as-sistência social no município do Recife, no âmbito de implementação do Sistema Único de Assistência Social – SUAS. Mediante o conceito ampliado de Estado, a análise se desdobra nas relações assumidas pelo governo e pela atuação da sociedade civil no conjunto de ações socioassistenciais que materializam a política de assistência social enquanto política pública, conforme demarcam a LOAS, a PNAS, a NOB/ SUAS e a NOB/SUAS RH. Essa pesquisa exigiu a utilização de recursos metodológicos como observação, pesquisa documental e bibliográfica e análise de conteúdo.

Palavras-chave: intersetorialidade, política de assistência social, hegemonia.

Sábado, 17 Maio 2014 12:20

Depressão, que doença é essa?

Escrito por

Ester da Silva Lacerda;
Irlana Maria Holanda Gonçalves.

Introdução

Caso você sinta um grande desânimo, tristeza profunda, sonolência, falta de concentração e sua vida parecendo sem graça e sem cores, não pense que é o fim do mundo. Isto é apenas a depressão que bate à sua porta. Sim, mas não se apavore ela tem tratamento!

Ao sermos solicitadas a escrever um artigo sobre a depressão propôs-nos um desafio incrível remetendo-nos a uma grande reflexão. Pois tivemos que fazer um amplo estudo sobre o tema, uma vez que tal assunto não faz parte totalmente, ou pelo menos, diretamente da nossa prática pedagógica. Daí requerer um maior esforço da nossa parte, no entanto, tentaremos nos dedicar para fazer um trabalho, de forma a atender a solicitação.

Elizabeth Alves da Silva1
Ana Isabelle Santana de Araújo2
Géssica de Paula Lacerda3
Juliano Moreira do Nascimento4
Maria Aparecida Vieira
Juliana Alves de Sá

 

Resumo: Na última década o tema sobre “acessibilidade” tem sido destaque em debates acadêmicos e ganhado espaço na sociedade como forma de regularizar por lei o acesso e a inclusão de pessoas deficientes e com mobilidade reduzida na escola. Neste trabalho pretendemos fazer uma breve discussão a respeito da valorização e reconhecimento destas, elencando o seu papel dentro e fora da escola, partindo do preceito de que são pessoas diferentes e que fazem parte de uma sociedade marcada pela diversidade. Para tanto usaremos como suporte bibliográfico: a Constituição Federal de 1988, a lei de acessibilidade e as Diretrizes do Atendimento Educacional Especializado.

Palavras-chave: deficiência – acessibilidade – escola – AEE

Pagina 1 de 9