Jolene (2008) watch online
Sinners and Saints (2010) online
Into the Abyss (2011) online

Cacildo Teixeira de Carvalho Neto

Jaqueline de Melo Barros

.

RESUMO: A pesquisa em Serviço Social está intrínseca ao processo histórico da profissão em seu processo de formulação, prática e construção social e ideologia atrelavam-se ao ethos dominante e com isso as práticas de pesquisa nada mais eram que uma forma de organizar e manter o status quo. A partir de mudanças no interior da profissão a pesquisa alcança legitimidade política e social, apreendida como trabalho torna-se constitutiva e constituinte do ethos da profissão. O Serviço Social inserido nas Ciências Sociais Aplicadas busca seu saber nas relações sociais construídas e determinadas na história, na realidade, objeto de trabalho – prática interventiva e investigativa. E seu processo acontece a partir da interação dos sujeitos sociais partícipes deste mesmo processo. A pesquisa como ponto primordial de descoberta de realidade permite que os sujeitos envolvidos construam a partir das relações sociais de produção e reprodução a práxis no processo de trabalho do assistente social.

 

PALAVRAS-CHAVES: Formação, Pesquisa, Serviço Social, Trabalho.

 

Publicado em 4ª Edição

 

Cacildo Teixeira de Carvalho Neto

Luana Braga

RESUMO: O presente texto objetiva-se em contextualizar a precarização do trabalho docente, com ênfase na Universidade Privada. Com base numa revisão de literatura, propõem-se com o texto desnudar o contexto caótico e desumanizante que transcende o real aparente, por se materializar no real concreto. Nesta realidade, os docentes avançam em condições subumanas, na luta por condições dignas de vida e sobrevivência; expropriados de suas condições objetivas e subjetivas. À luz da Teoria Social de Marx, tecer a expropriação do trabalho docente, considerando-o como trabalhador assalariado, e de outras categorias humano genéricas – o conhecimento, a arte, o trabalho (enquanto valor de uso) no contexto da sociabilidade burguesa.

 

 

PALAVRAS-CHAVE: trabalho; saúde do trabalhador; precarização.

 
Publicado em 4ª Edição

Simone Alves de Sousa¹

Resumo

O presente artigo tem como objetivo tratar o contexto histórico que fundamenta o aparecimento da “Questão Social”, tida como uma expressão politizada das desigualdades sociais, advindas das contradições do conflito capital x trabalho, geradas pelo aguçamento do capitalismo em sua fase monopólica. A partir desse pressuposto, atribui-se o surgimento do Serviço Social, a princípio desenvolvido para atender as necessidades das classes dominantes, com uma perspectiva de prática baseada na Doutrina Social da Igreja, no intuito de conter a classe trabalhadora perante suas reivindicações, no qual se constituía numa inquietação da burguesia, devido à ameaça causada através dessas lutas ao processo de produção de riquezas. Toda via destacar-se-ia ainda dentro de todas essas considerações, as intervenções do Estado, da burguesia e da Igreja perante a “questão social” e o surgimento do Serviço Social.

Palavras-Chave: Conflito capital x trabalho. Questão Social. Serviço Social

Publicado em 3ª Edição

LOBO, Juliana Desiderio²

RESUMO

Este trabalho visa contribuir para a reflexão acerca da inserção do Assistente Social no Terceiro Setor, em especial na Associação Refazer, bem como realizar um estudo acerca da ONG na década de 1990.

Palavras chaves: Serviço Social, organização – não – governamental, Política Social

Publicado em 3ª Edição

Élida Maria Oliveira do Nascimento¹

RESUMO

Este estudo discute a intersetorialidade enquanto processo de gestão dos programas de as-sistência social no município do Recife, no âmbito de implementação do Sistema Único de Assistência Social – SUAS. Mediante o conceito ampliado de Estado, a análise se desdobra nas relações assumidas pelo governo e pela atuação da sociedade civil no conjunto de ações socioassistenciais que materializam a política de assistência social enquanto política pública, conforme demarcam a LOAS, a PNAS, a NOB/ SUAS e a NOB/SUAS RH. Essa pesquisa exigiu a utilização de recursos metodológicos como observação, pesquisa documental e bibliográfica e análise de conteúdo.

Palavras-chave: intersetorialidade, política de assistência social, hegemonia.

Publicado em 3ª Edição

Elizabeth Alves da Silva1
Ana Isabelle Santana de Araújo2
Géssica de Paula Lacerda3
Juliano Moreira do Nascimento4
Maria Aparecida Vieira
Juliana Alves de Sá

 

Resumo: Na última década o tema sobre “acessibilidade” tem sido destaque em debates acadêmicos e ganhado espaço na sociedade como forma de regularizar por lei o acesso e a inclusão de pessoas deficientes e com mobilidade reduzida na escola. Neste trabalho pretendemos fazer uma breve discussão a respeito da valorização e reconhecimento destas, elencando o seu papel dentro e fora da escola, partindo do preceito de que são pessoas diferentes e que fazem parte de uma sociedade marcada pela diversidade. Para tanto usaremos como suporte bibliográfico: a Constituição Federal de 1988, a lei de acessibilidade e as Diretrizes do Atendimento Educacional Especializado.

Palavras-chave: deficiência – acessibilidade – escola – AEE

Publicado em 3ª Edição

Claudineide Baltazar da Silva1
Donária Linhares Minervino2
Edilberto Alves Abrantes3
Ingrid Oliveira de Farias4
Jacirene Alves Barbosa5

RESUMO

Este artigo faz referência aos rebatimentos da dimensão ética sob a ótica do profissional do Serviço Social, baseado numa breve reflexão sobre os principais aspectos que versam valores e normas abstratas e concretas no tocante à práxis que configura a intervenção profissional dos Assistentes Sociais. Tendo em vista resgatar a historicidade em que se deu a construção das bases que fundamentam a intervenção atual destes profissionais, em face ao exposto, teceremos considerações a respeito das expressões convergentes às normas do Código de Ética do Serviço Social mencionando os principais atilamentos deste contexto. Considerando questões como a normatização operacional da profissão e sua dimensão ético-política. O objetivo central do desenvolvimento teórico é condensar de forma discursiva os parâmetros peculiares às refrações éticas que são rebatidas ao Serviço Social. O estudo foi resultado de um levantamento bibliográfico sistematizado sob a ótica coerente à produção e reprodução da dimensão ideológica, ética e política que norteia a profissão.

PALAVRAS CHAVES: Dimensão Ética. Dimensão Política. Serviço Social.

Publicado em 3ª Edição

LOBO, Juliana Desiderio¹

RESUMO

Este trabalho tem como objetivo mais amplo contribuir para o conhecimento do fenômeno das redes sociais no Brasil hoje. Para tanto examina a Rede Saúde Criança - RSC, investigando a sua formação, papel e atuação. Através de uma reflexão sobre as reais possibilidades da formação de Redes de ONGs, percebemos que as dificuldades encontradas estão na cultura da gestão vertical e na necessidade de captar recursos para cada associação que a compõe. Em contra partida, observamos que a as associações que fazem parte da RSC desenvolvem mecanismos para dar respostas às dificuldades apresentadas.

Palavras chaves: terceiro setor, organização – não – governamental e rede social.

Publicado em 3ª Edição

Liandra Lima Carvalho¹

Resumo:

Este trabalho tem como objetivo resgatar, apresentar e propor reflexões acerca do “Lobby do Batom”, uma articulação realizada entre o Movimento Feminista e as deputadas federais no processo constituinte para que assim pudesse ser contempladas na Constituição Federal de 1988, que estava em processo de elaboração, propostas que contemplassem as reivindicações das mulheres brasileiras. Para a realização de tal exercício optamos pela realização de uma abordagem qualitativa, através de um significativo levantamento bibliográfico sobre o tema, bem como uma busca junto ao Acervo Digital da Câmara de Deputados. Pudemos verificar o quanto foi significativa a articulação entre o Movimento Feminista e as deputadas federais e quanto a mesma foi proveitosa, desenvolvendo dessa forma, uma articulação inédita na história política brasileira.

Palavras-Chaves: Lobby do Batom – Movimento Feminista – Constituição Federal

Publicado em 3ª Edição

Adriana Pereira Bento¹

RESUMO

Este artigo propõe uma análise crítica dos elementos que conformaram historicamente a Política Nacional de Educação no Brasil desde os anos de 1980 a contemporaneidade, pensando a proposta do tripé ensino, pesquisa e extensão, visto que, foi na transição da década de 1970 á de 1980, que se deu a construção do projeto ético-político do Serviço Social. Nesse sentido, esse estudo se faz relevante, partindo-se do entendimento de que a educação venha a ser um instrumento de emancipação dos sujeitos políticos e não como mercadoria, alienação e subordinação dos mesmos a interesses mercadológicos, como vêm sendo tratada atualmente na ordem do capital.

Palavras-chave: Educação, Desenvolvimento, Serviço Social.

Publicado em 3ª Edição
Pagina 1 de 2